O que são prebióticos e quais seus benefícios

O que são prebióticos e quais seus benefícios. Vamos por partes… Primeiro, uma das definições mais utilizadas diz: são componentes dos alimentos não digeríveis e que favorecem de forma seletiva a multiplicação ou trabalho de “bactérias boas” presentes no intestino.

Prebióticos, na verdade, são fibras. E já que não produzimos enzimas capazes de processá-las no estômago, elas são digeridas por bactérias intestinais.

Essas fibras não degradáveis são “fermentadas” pelas bactérias do intestino grosso e turbinam a reprodução das bactérias benéficas, também chamadas de probióticos.

Por isso, os prebióticos são conhecidos como “alimento dos probióticos”, embora muitos não gostem do termo por ele não abranger outros benefícios. Porém, no final das contas, os probióticos não funcionam bem sem os prebióticos.

Na prática, as fibras prebióticas chegam intactas ao órgão e ainda estimulam apenas a proliferação de bactérias benéficas.

Os prebióticos devem, obrigatoriamente, resistir a todas as enzimas e ácidos liberados para digestão dos alimentos e, assim, chegarem íntegros ao trato intestinal. Lá, as os micro-organismos “do bem” transformam estes carboidratos em outros compostos necessários à manutenção da saúde.

Quanto aos benefícios dos prebióticos, os principais ao estimular micro-organismos desejáveis em nosso cólon são: diminuição do risco de câncer intestinal; redução do colesterol; possibilidade de melhor controle da pressão arterial.

Basicamente, os prebióticos potencializam a proliferação das bactérias que cuidam de toda a parede intestinal, deixando o órgão mais ácido e inibindo a ação de bactérias inimigas, as que causam doenças.

Falar sobre o que são prebióticos e quais seus benefícios significa dizer também que eles podem otimizar a absorção de cálcio e outros minerais.

Além disso, os prebióticos que não são assimilados pelas bactérias intestinais atuam como fibras, melhorando o trânsito e, portanto, reduzindo incômodos como a prisão de ventre.

E mais: o fato de ativarem os micro-organismos benéficos, faz com que os probióticos sejam aliados da digestão da lactose, aliviando condições como alergias ao leite, favorecendo nossa imunidade, combatendo diarreias e diabetes; melhorando o metabolismo de açúcares e gorduras e, em certos contextos, até auxiliando na perda de peso.

No entanto, ainda há muito o que estudar sobre os efeitos dos prebióticos no organismo humano.

O que são prebióticos e quais seus benefícios; e onde encontrá-los

Mas, e agora, sabendo o que são prebióticos e quais seus benefícios, onde encontrar essas tais fibras? Elas são achadas em pequenas quantidades nas plantas, sendo a raiz da chicória uma fonte muito conhecida.

Outros exemplos de bons prebióticos são: inulina, galacto-oleossacarídeos e os fruto-oligossacarídeos (FOS). Estes três últimos costumam ser acrescentados aos alimentos por meio de processos industriais.

Os prebióticos mais comuns são a inulina e os fruto-oligossacarídeos (FOS). Com um detalhe: a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) determina que, para ser considerado prebiótico, o alimento sólido deve possuir – em sua porção pronta para consumo – 3g destes componentes; já os líquidos, 1,5g.

A inulina, um dos exemplos de prebiótico, é um carboidrato presente na chicória, alcachofra-de-jerusalém, alho, banana, cebola e aspargo.

Enquanto os fruto-oligossacarídeos também podem ser obtidos naturalmente nestes alimentos, incluindo o mel e a batata yacon. Industrialmente, são extraídos da própria inulina ou sintetizados por bactérias através da sacarose – esta bastante utilizada como adoçante.

Uma curiosidade: se um produto alimentício recebe adição das bactérias probióticas e dos prebióticos passam a ser chamados de alimentos simbióticos.

Principalmente fora do Brasil, já é possível achar uma variedade maior de produtos contendo tanto prebióticos quanto probióticos, entre os quais estão sorvetes, queijos e itens à base de soja.

O que são prebióticos e quais seus benefícios? Esses parentes próximos dos probióticos são importantes para nosso organismo de várias maneiras, como você viu hoje.

Alimentos dos probióticos, os prebióticos são, simplesmente, um tipo específico de fibra que não digerimos, e que chega ao intestino intacto para cumprir suas diversas funções, proporcionando inúmeros benefícios.

Até a próxima!

Leave a Reply